Mitos sobre mamoplastia

Dr. Ronan Horta recebe prêmio em 52º CBCP
Dr. Ronan Horta recebe homenagem em 52º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica
novembro 24, 2015
mulher segurando as mamas
Conheça alguns tipos de mamoplastia
dezembro 15, 2015
Mostrar tudo
uma lâmpada acesa e outra apagada

Mais de 420 mil cirurgias de mama foram realizadas no Brasil em 2014, de acordo com a International Society of Aesthetic Plastic Surgery. Devido à popularidade desse procedimento, acabam surgindo dúvidas, equívocos e mitos sobre mamoplastia.

Algumas perguntas comuns serão respondidas a fim de facilitar a tomada de decisão e garantir a tranquilidade no procedimento cirúrgico.

Deve-se trocar a prótese de silicone frequentemente?

Não existe essa obrigatoriedade. Atualmente, a troca de próteses mamárias só é recomendada em casos de:

  • Ruptura.
  • Deformidades morfológicas.
  • Encapsulamento severo.
  • Infecção.
  • Desenvolvimento de doenças mamárias incompatíveis com a permanência do silicone nos seios.

Tais alterações são detectadas com rigoroso controle mamográfico e cirúrgico, que indicará a necessidade de troca.

Mamoplastia deixa cicatriz?

Cirurgia na mama sempre deixará cicatriz, o que varia é a posição e o tamanho.

As pacientes possuem mamas de diferentes formas. Sendo assim, cada procedimento exige incisões em locais diferentes, dependendo da necessidade.

Resultados definitivos devem ser considerados somente após 1 ano da cirurgia. Quando necessário, realiza-se cirurgia de retoque.

Colocar silicone causa câncer de mama?

Segundo diversos estudos científicos, como o “A influência do silicone na gênese do câncer de mama ”, o uso de prótese de silicone não foi associado ao câncer de mama.

O único perigo, nesse sentido, é dificultar a identificação de uma lesão mamária inicial. Felizmente esse problema é facilmente contornado ao realizar controle por meio de mamografia periódica.

Converse com um cirurgião plástico

Buscar informações na internet para esclarecer dúvidas sobre mamoplastia ajuda a se decidir quanto à realização de um procedimento cirúrgico.

Consultar com um médico cirurgião plástico, porém, é a única maneira de saber tudo o que precisa acerca de cirurgia de mama.

O profissional avaliará cada caso e entenderá exatamente qual a necessidade da paciente, pois levará em conta fatores únicos relacionados a ela.

Imagem via