Conheça alguns tipos de mamoplastia

uma lâmpada acesa e outra apagada
Mitos sobre mamoplastia
dezembro 14, 2015
mulher segurando as mamas
Mamoplastia redutora: benefícios à saúde
Janeiro 6, 2016
Mostrar tudo
mulher segurando as mamas

Mamoplastia ou mastoplastia é o nome dado às cirurgias das mamas. Conheça os diversos tipos, que variam de acordo com a finalidade do procedimento.

Mamoplastia de aumento

Acrescentam-se próteses mamárias, geralmente de silicone, para projetar esteticamente ou preencher deformidades. Popularmente é dito “colocar silicone nos seios”.

Quando é indicada?

Motivada pelo desejo da paciente de aumentar o volume das mamas. Exemplos:

  • Amastia: ausência congênita das mamas, ou seja, há a auréola e o mamilo, mas não existe tecido mamário nem músculo peitoral.
  • Hipomastia: volume diminuído das mamas.
  • Assimetria: uma mama é muito menor que a outra.
  • Reconstruções mamárias: correção de defeitos morfológicos deixados em cirurgia anterior.

Quantidade de cirurgias no Brasil em 2014

Mais de 185 mil procedimentos de mamoplastia de aumento realizados, de acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS).

Mastoplastia redutora

Diminui-se o volume e molda nova forma às mamas. Popularmente é chamada de “cirurgia de redução de mama”.

Quando é indicada?

No momento em que o tamanho das mamas passa a incomodar a mulher. Exemplos:

  • Dor nas costas, pescoço ou ombros por causa do peso das mamas.
  • Irritação da pele abaixo do sulco da mama.
  • Flacidez ou mamas pendentes com mamilos apontando para baixo.
  • Incômodo com a aparência das mamas.

Quantidade de cirurgias no Brasil em 2014

Mais de 77 mil procedimentos de mamoplastia redutora.

Mastopexia (cirurgia para levantar a mama)

Corrige-se a queda das mamas, com pequena ou nenhuma redução de tamanho. Também é conhecida popularmente como “suspender as mamas”.

Quando é indicada?

Em mulheres que se sentem incomodadas com a flacidez dos seios. Exemplos:

  • Mamilos e aréolas que apontam para baixo.
  • Pele esticada e aréolas alargadas.
  • Mamas caídas, fora de forma ou volume.

Quantidade de cirurgias no Brasil em 2014

Mais de 80 mil cirurgias para levantar a mama realizadas.

Com que idade pode se submeter a mamoplastia?

O critério não é a idade, mas o momento em que as mamas estão completamente desenvolvidas. Normalmente é a partir dos 14 a 15 anos, mas a paciente deve ser examinada antes porque varia a cada caso.

Lactantes devem aguardar ao menos 6 meses após interromper o período de lactação para programar a cirurgia.

Conheça alguns mitos sobre mamoplastia!